Saúde e cidadania dos homens idosos é foco de projeto no Recife

abril 18, 2022 0 Por jadson

                             Instituto Boa Vista promove encontros para formação, debates e… campeonato de dominó

O Instituto Boa Vista está realizando o projeto Entre Homens, com foco na saúde, cidadania e qualidade de vida de homens idosos. Com o pretexto de um campeonato de dominó, que atrai muitos homens com mais de 60 anos e aposentados, a instituição está promovendo encontros para diálogo, debates e formação desse público, com o objetivo de fazer com que se mantenham protagonistas de suas próprias vidas.

“As mulheres idosas costumam ser mais ativas do que os homens. Em geral, elas cuidam mais da saúde, indo ao médico com mais frequência, buscam participar de atividades sociais e conversam entre elas sobre a família e demais questões relacionadas com o seu cotidiano. Os homens idosos não têm uma rotina de cuidados com a saúde e conversam pouco sobre si mesmos. Também falta informações de qualidade e políticas públicas que considerem as especificidades dos homens nessa fase da vida. Percebendo isso, elaboramos o Entre Homens, um projeto dirigido exclusivamente para esse público”, afirma Acioli Neto, coordenador geral do IBV.

Por serem mais negligentes com a saúde, os homens morrem mais cedo que as mulheres. Durante a pandemia, por exemplo, eles ficaram ainda mais afastados dos consultórios médicos do que elas. É o que aponta uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), segundo a qual 55% dos 499 entrevistados acima de 40 anos em 22 estados brasileiros deixaram de fazer alguma consulta ou tratamento médico em função da Covid-19. Mais grave ainda, 40% dos entrevistas informou não ter procurado por nenhum atendimento de saúde no período. Apesar disso, apenas 6% dos homens admitiram que não cuidavam ou não se importavam com a sua saúde de forma habitual. O mesmo levantamento detectou que cerca de 81% dos homens entrevistados têm a impressão de que as pessoas estão indo menos ao médico ou fazendo menos tratamentos.

“A ideia do nosso projeto é fazer um campeonato de dominó, que possamos usar como um chamariz. Para muitos homens idosos o jogo de dominó é o passa-tempo mais frequente nessa fase da vida. O nosso objetivo é aproveitar esse momento, nas ligas de dominó existentes em vários bairros do Recife, para estimular o diálogo sobre saúde e cidadania, além de, ao mesmo tempo, contribuir com informações qualificadas que melhorem a qualidade de vida desses homens e sobre a importância de se reconhecer como cidadão com direitos invioláveis na maturidade”, finaliza Acioli Neto.
#foconafonte;Pedro Jordão