“POLÍCIA MILITAR (13º BPM) REALIZA A DETENÇÃO DE UM SUSPEITO QUANDO ESTAVA TENTANDO COMPRAR UM APARELHO CELULAR USANDO R$ 1.800 (MIL REAIS) EM NOTAS FALSAS”

“POLÍCIA MILITAR (13º BPM) REALIZA A DETENÇÃO DE UM SUSPEITO QUANDO ESTAVA TENTANDO COMPRAR UM APARELHO CELULAR USANDO R$ 1.800 (MIL REAIS) EM NOTAS FALSAS”

julho 16, 2020 0 Por jadson

A Polícia Federal em Pernambuco, instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias de uma ocorrência trazida por policiais militares do 13º BPM, lotados no plantão do Hospital da Restauração, envolvendo a compra de um aparelho celular (Iphone 7) por um salva vidas civil de 24 anos, natural de Palmares/PE e residente no bairro das Graças/PE, utilizando para isso a quantia de R$ 1.800 (mil e oitocentos) reais em notas falsas. A detenção aconteceu por volta de 12h, quando um auxiliar administrativo de 36 anos, natural e residente em Recife/PE anunciou via OLX a venda de uma aparelho celular no valor de R$ 1.800 reais e marcou um encontro com o pretenso comprador (salva vidas civil) para efetivar a venda, entregar o aparelho e receber o dinheiro nas proximidades da rampa do Hospital da Restauração. E no ato do pagamento recebeu 18 (dezoito) cédulas de R$ 100 reais, sendo que ao manusear o dinheiro percebeu que eram falsas por causa de suas texturas que eram lisas. De imediato avisou ao comprador sobre a falsidade e propôs que se dirigissem ao posto policial do Hospital da Restauração a fim de que fosse esclarecido toda aquela situação, tendo o comprado comparecido espontaneamente com tranquilidade.

Os policiais militares ao constatarem a falsidade das notas encaminhou ambos para a Sede da Polícia Federal para as providências cabíveis. Ao ser ouvido em termo de declarações o proprietário das notas falsas disse que tem por costume comprar e vender aparelhos celulares na internet e teria recebido 21 (vinte e uma) cédulas de R$ 100 reais de um indivíduo na qual teria comprado um aparelho celular (Iphone 7 plus) no valor de R$ 2.100 (dois mil e cem) reais, através de um anúncio num grupo de facebook denominado marketplace. O encontro foi marcado no lado de fora da estação PE-15, mas percebeu que não se tratava da mesma pessoa da foto em que havia negociado a compra do aparelho.

O guarda vidas civil disse ainda que agiu de boa-fé e que nunca foi preso e nem processado. Disse, que não sabia da falsidade das notas e que também havia sido vítima e teria como comprovar o que estava falando porque possui o número celular da pessoa e que ao tentar ligar para ele, após a constatação da falsidade das notas foi bloqueado. E por fim, pediu a sua namorada para comparecer a Polícia Federal e trazer as 03 (três) cédulas de R$ 100 reais que recebeu num total de 21 (vinte e uma) quando foi lesado na venda do seu aparelho para que fosse confirmada a sua versão. Terminado os trabalhos ostensivos as notas falsas foram apreendidas, todos os envolvidos foram ouvidos em termo de declarações e inquérito policial foi instaurado para investigar com profundidade todas as circunstâncias que envolveram o repasse das notas falsas. O crime de repasse de notas falsas está previsto no artigo 289 do Código Penal com penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa.

DICAS DE SEGURANÇA PARA EVITAR O RECEBIMENTO DE NOTAS FALSAS:

1. CONHEÇA BEM A NOTA VERDADEIRA: Geralmente pessoas que lidam diariamente com dinheiro, como os caixas de banco e comerciantes, sabem facilmente identificar uma nota falsa – essa experiência em manusear diariamente o dinheiro verdadeiro faz com que eles se tornem especialistas em identificar notas falsas.
2.COMERCIANTE: NÃO TENHA PRESSA NO ATENDIMENTO: Geralmente essas notas são passadas em locais de grande concentração de pessoas, feiras, lojas, supermercados, comércio ambulante, e muitas vezes a pressa do comerciante para atender um maior número de clientes faz com que ele não tome o devido cuidado em verificar a nota que está recebendo.
3-VERIFIQUE SE AS NUMERAÇÕES DAS NOTAS NÃO SÃO IGUAIS: Ao receber duas notas de igual valor verifique se as numerações não são iguais, os falsários não costumam fazer notas falsas com numeração diferente porque isso acarreta em custos com impressão por ter que mudar a matriz da impressão.
4. OBSERVE A TEXTURA DA NOTA: Outra cautela que pode ser tomada é reparar na textura do papel das notas que estão sendo recebidas, as notas falsas tendem a ser lisas, enquanto as notas verdadeiras são ásperas e possuem um alto relevo e saliência nos itens de segurança que pode ser percebido pelo tato. Sinta com os dedos o papel e a impressão.
5. OBSERVE A IMPRESSÃO DA NOTA: Nas cédulas legítimas, as tonalidades de cores são firmes – as notas falsas têm cores com pouca nitidez e costuma haver borramento das cores.
6. VERIFIQUE A MARCA D’ÁGUA COLOCANDO A NOTA CONTRA A LUZ:
7. NO CASO DE DÚVIDA, COMPARE A NOTA SUSPEITA COM UMA NOTA VERDADEIRA.
8. BAIXE O APP GRÁTIS “DINHEIRO BRASILEIRO” NO SEU SMARTPHONE: O aplicativo que foi desenvolvido pelo Banco Central não analisa a autenticidade da cédula, apenas ajuda a identificar e conhecer os itens de segurança.

foto :Maicom PT