‘99% dos rodoviários demitidos não conseguiram se habilitar ao seguro-desemprego”, diz advogado trabalhista

‘99% dos rodoviários demitidos não conseguiram se habilitar ao seguro-desemprego”, diz advogado trabalhista

junho 29, 2020 0 Por jadson
Bruno Félix faz alerta para as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores
Na última sexta-feira (19), grupo de rodoviários realizou, no Recife, um protesto devido a problemas relacionados ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e principalmente por dificuldades em relação ao seguro-desemprego dos funcionários que estão sendo demitidos por conta da pandemia do Novo Coronavírus. De acordo com o advogado trabalhista Bruno Félix, do GCFH Advogados, 99% dos rodoviários estão com esses problemas.
Ainda segundo Félix, a questão do FGTS foi parcialmente resolvida, com a portaria editada pela Caixa Econômica Federal, que permitiu o saque total pelo trabalhador demitido por “força maior”. Mas a questão do seguro-desemprego ainda causa muita dor de cabeça.
“Do que tenho acompanhado, 99% dos rodoviários demitidos não conseguiram se habilitar ao seguro-desemprego. Essa demissão está sendo considerada como justa causa, mas não aquelas que já conhecemos, de faltas sem justificativa ou conduta ilegal. Mas de força maior, por conta da pandemia. Aí que está o problema. Demitidos das maiores empresas de ônibus estão passando por essa dificuldade na Região Metropolitana do Recife”, disse o trabalhista do GCFH Advogados.
Por:Pedro Paulo Catonho – Multi Comunicação